terça-feira, 12 de maio de 2009

FILME: "Tempos Modernos" de Charlie Chaplin

Saudações boquianas!

Pois bem meus queridos druguinhos! Na última aula de Sociologia assistimos ao filme "Tempos Modernos" de Charlie Chaplin, tentando ilustrar nossa conversa sobre o tema TRABALHO e SOCIEDADE. Vimos que a questão do trabalho é percebida de maneiras diferentes em cada contexto histórico e que, na sociedade capitalista, o trabalhador possui apenas sua força de trabalho que pode ser comprada por um capitalista. Com o avanço do processo de industrialização surgem algumas correntes que pensam a organização da produção capitalista, como o fordismo e o taylorismo. Fica evidente no filme a exploração exagerada nas linhas de montagem.
Charlie Chaplin nos provoca inúmeras gargalhadas mas também nos leva a refletir sobre alguns problemas que emergem com o advento do modo de produção capitalista, mais precisamente em meados do século XX.

Título Original: Modern Times / The Masses
Gênero: Comédia
Origem/Ano: EUA/1936
Duração: 88 min
Direção: Charles Chaplin

Sinopse: Nesse filme não há meio termo, Chaplin realmente quis passar uma mensagem social. Cada cena é trabalhada para que a mensagem chegue verdadeiramente tal qual seja. E nada parece escapar: máquina tomando o lugar dos homens, as facilidades que levam a criminalidade, a escravização. O amor também surge, mas surge quase paternal: o de um vagabundo por uma menina de rua. Um trabalhador de uma fábrica (Charlie Chaplin) tem um colapso nervoso por trabalhar de forma quase escrava. É levado para um hospital, e quando retorna para a “vida normal”, para o barulho da cidade, encontra a fábrica já fechada. Vai em busca de outro destino, mas acaba se envolvendo numa confusão: ao ver uma jovem (Paulette Goddard) roubar um pão para comer, decide se entregar em seu lugar. Não dá certo, pois uma grã-fina tinha visto o que houve e entrega tudo. A prisão para ele parece ser o melhor local para se viver: tranqüilo, seguro e entre amigos. Mesmo assim, os dois acabam escapando e vão tentar a vida de outra maneira. A amizade que surge entre os dois é bela, porém não os alimenta. Ele tem que arrumar um emprego rapidamente.Consegue um emprego numa outra fábrica, mas logo os operários entram em greve e ele mete-se novamente em perigo. No meio da confusão, encontra uma bandeira...vermelha), que julga ter caído de um caminhão e chama pelo dono, enquanto acena com ela. Um grupo de militantes surge atrás dele, e “junta-se” ao vagabundo. A polícia chega e o toma como líder. Vai preso ao jogar sem querer uma pedra na cabeça de um policial.
A menina consegue trabalho como dançarina num music Hall e emprega seu amigo como garçom. Também não dá certo, e os dois seguem, numa estrada, rumo a mais aventuras.

11 comentários:

  1. Olá,

    Você já ouviu falar do livro Tempos Modernos, Tempos de Sociologia da Editora do Brasil?

    É um livro de Sociologia que utiliza a metáfora do filme Tempos Modernos, de Charles Chaplin, como ponto de partida para a abordagem desta obra.

    Acredito que vá gostar e será muito útil em suas aulas!

    Fica a dica!!!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usamos esse livro nas aulas de sociologia nas escolas públicas do estado de SP e realmente é ótimo.

      Excluir
  2. muito bom seu blog, parabéns seu lindo!

    ResponderExcluir
  3. muito bom,eu adorei a breve explicação sobre esse filme fantástico!

    ResponderExcluir
  4. Na verdade nunca vi um filme mais chato que esse alem de tudo é mudo, o personagem principal é um vagabundo que não se adapita em lugar algum e prefere ficar na cadeia ao invés de procura um emprego sério.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem noção e total ausência "conteúdo" entendimento sobre o filme.Melhor você assistir Big Brother Brasil , acho que isso você consegue entender....é uma boa indicação !!!! Oh processo de alienação fudido !!!....Mas beleza....bora dançar até o chão

      Excluir
  5. Chato? Realmente, mas pra quem não sabe interpretar o que vê. Graças a Deus tenho este dom, e achei o filme incrível. (Como tantas outras pessoas).
    'Tá' de parabéns por levar o filme para sala de aula professor, é uma base de estudos fantástica.

    ResponderExcluir
  6. Chato ???? O que falar...Sem noção, total ausência "conteúdo" entendimento sobre o filme.Melhor você assistir Big Brother Brasil , acho que isso você consegue entender....é uma boa indicação !!!! Oh processo de alienação fudido !!!....Mas beleza....bora dançar até o chão

    ResponderExcluir
  7. Pra quem não tem conhecimento o filme não tem sentido mesmo, porém pra quem tem,o filme tem todo uma história por trás,a evolução das máquinas e um pouco sobre o trabalho escravo.
    Pois então pessoas ignorantes, primeiro interpretem o filme para depois julga-lo...

    ResponderExcluir
  8. eu adoro, eu me amarro s2

    ResponderExcluir
  9. quias os temas sociológicos do filme

    ResponderExcluir